segunda-feira, 19 de março de 2012

PLANO DE AULA - 02 REDAÇÃO

Módulo/Bemestre/ 1º
Série: 1º/ 2º e 3º anos Ensino Médio Disciplina: Redação Professora: Nazarete Mariano
Centro ou Unidade Escolar:
Dom Avelar Brandão Vilela Aula nº: ( 2 aulas) Data: 12/03 a 13/ 03 / 2012
Tema/ Conhecimento: Momento deleite: vídeo reflexivo sobre leitura
Leitura e interpretação textos, reflexão sobre a leitura e escrita
Tempo da aula:

50 minutos cada aula
OBJETIVO(S)

(Neste campo devem ser apresentados os objetivos geral e especifico)


• Objetivo Geral Oportunizar ao educando o estudo da Língua Portuguesa como prática social concreta, de modo a ler, escrever e construir sentidos a partir dos diversos gêneros textuais que circulam socialmente, analisando a pluralidade da linguagem em textos literários e não literários, a fim de ampliar sua competência comunicativa oral e escrita.

• Objetivos Específicos


 Reconhecer a importância da leitura como ato libertário e consequentemente necessário ao desenvolvimento humano.

 Reconhecer à importância das linguagens verbal e não verbal) dos sistemas de comunicação e informação para resolução de problemas sociais.


 Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos de diferentes gêneros e tipos.

DESCRIÇÃO DA AULA
(Neste campo devem ser apresentados os conteúdos e procedimentos relacionados a: habilidades desejadas, )

Conteúdos:
Leitura de gêneros imagéticos; interpretação de texto com tipologia narrativa;
A importância da leitura como ato libertário
Escrever, por quê? O que escrever? Como escrever?
Procedimentos:
Considerando a importância da linguagem na comunicação em como ferramenta para contribuição de resoluções de problemas sociais, iremos iniciar nossa aula seguindo os seguintes passos.
1º MOMENTO: Momento deleite e reflexivo sobre a leitura como ato libertário, em seguida discussões sobre o vídeo.
2º MOMOENTO: Slides sobre “ Escrever, por quê?
 discussão sobre a questão colocada nos slides, obtendo a participação da turma sobre a escrita no cotidiano.
 Em seguida colocar slides com citações de alguns teóricos da linguagem e da educação para fomentar as discussões inseridas nestas. ( Paulo Freire, Marcuschi e Câmara Cascudo).
 Discutir sobre problemas de redação a partir da citação “Nenhum professor e nenhuma gramática conseguirão fazer escrever esteticamente bem uma pessoa que ainda não sabe pensar em termos de língua escrita.” ( Câmara Cascudo).

3º MOMENTO: Análise do texto abaixo para trabalhar com o conhecimento prévio do aluno a partir das inferências.
 5º MOMENTO: Para fechar a discussão será colocada uma foto ( Sebastião Salgado) para desenvolver a interpretação e compreensão a partir da: inferencia, leitura de texto imagetico, informações implicitas e explicitas.


 6º MOMENTO:
Contos em letras garrafais
Marina Colasanti
Todos os dias esvaziava-se
uma garrafa, colocava
dentro uma mensagem, e a
entregava ao mar.
Nunca recebeu resposta.
Mas tornou-se alcoólatra.

Proposta de Redação
O conto anterior, extremamente sintético, oferece-nos oportunidades de desenvolver nossas habilidades descritivas e narrativas. Reescreva-o caracterizando o/a personagem, descrevendo seus traços físicos e desenvolvendo sua personalidade. Crie também o cenário em que a ação se desenvolve. É importante que todo o material descritivo esteja em harmonia com a matéria narrativa.

RECURSOS NECESSÁRIOS
(Neste campo devem ser apresentados os recursos utilizados para o desenvolvimento da aula e/ou atividade)

RECURSOS
- Notebook - datashow - caixinha de som.
- Pendriver - pincel
- Atividade impressa



AVALIAÇÃO
(Neste campo o professor deve orientar acerca dos pontos qualitativos que devem ser observados, assim como orientar para a correção quantitantiva da atividade, se for o caso)


Que o aluno comece a desenvolver habilidades de: interpretação; compreensão e produção textual ( tanto oral quanto escrita).- possa interagir nas discussões em sala de aula observando informações explicitas e implícitas.

OBSERVAÇÃO(ÕES)
O terceiro ano irá entregar a produção do reconto, as demais turmas irão apenas analisar o texto em conjunto

PRODUÇÕES DO RECONTO.

Aluna: Thaís Luana 3º ano

Título: O curioso
Em uma cidade no interior da Bahia, banhada por um grande e belo rio, onde não havia muito acesso à tecnológia como: celular, internet etc. Nessa pequena cidade mora seu José, um homem bem conhecido e respeitado por todos, não tem preguiça de pegar no pesado, trabalha na lavoura junto aos seus filhos.
Seu José era um home muito curioso, queria saber como era o mundo, ter notícias de outros lugares. Passou dias pensando como ia se comunicar com pessoas de outros lugares, já que na cidade onde mora não há como chegar ou sair de carro ou qualquer outro tipo de transporte com rodas, porque não havia estrada, a não ser usando barco, mas seu José não sabia nadar e com isso morre de medo de lugares onde há muita água: de rios, de praias, de piscinas etc.
Então decidiu comprar várias garrafas, mas na mercearia só tinha garrafas de bebidas alcoólicas. Queria as garrafas para colocar mensagens dentro e jogá-las no rio, na intenção de receber alguma resposta.
Porém, havia um pequeno detalhe! Seu José é muito mão de vaca... Não gostava de gastar seu dinheiro e de jogar nada no lixo. Como as garrafas tinham bebidas alcoólicas, seu José, para não jogar fora, começou a beber. Como ele colocava as mensagens todos os dias no rio, então tinha que beber o que continha dentro das garrafas, todos os dias também.
Assim, passou a se tornar um alcoolatra.

Título: A beira do rio
Aluna: Aline da Silva Martins 3º ano

Adriana, uma garota de 16 anos, tem cabelos cacheados, baixa, magra, dos olhos cor de mel,era também muito solidária. Ela estava à beira do Rio São Francisco em Juazeiro. Num belo dia, numa segunda feira, e por não ter com quem conversar, começou a comprar garrafas de cervejas para utilizá-las como meio de comunicação, mas para botar a mensagem, ela tinha que secar as garrafas e então, ela pensou:
- Se eu gastei dinheiro nessas cervejas, então vou bebê-las também.
Com isso, começou a escrever as mensagens, foi para a beira do rio e jogou-as na água.No dia seguinte, ela foi para a beira do rio ver se tinha alguma resposta, só que não tinha, quando ela se deu conta já estava ficando alcoólatra.

Título 03: Depois você vê o resultado
Aluna: Alina Kelly Nunes da Silva.

Há algum tempo, em uma cidade do interior de Minas Gerais, onde havia uma pequena vila, rodeada de rios e grandes árvores, um lugar pequeno e bem simples, mas era uma vila normal, onde tinha mercados, quiosques, lojinhas e até bares.
Lá morava Alexsandro, um homem moreno, alto, magro, com base de seus trinta anos, trabalhava como vendedor de frutas na feira, ele era bem conhecido em toda a vila; morava, sozinho, sem nenhum parente por perto. O homem era tão feio que nunca arranjou nenhuma namorada.
Sentindo-se tão sozinho, decidiu saber, notícias de alguns de seus parentes, que moravam do outro lado do rio, um lugar muito disntante dali, sem nenhum meio de transporte para chegar até lá.
As pessoas costumavam se comunicar através de garrafas com mensagens dentro e jogadas ao mar; então ele resolveu assim fazer, mas em sua casa não havia nenhuma garrafa, então pensou...
- Eu vou até o barzinho da esquina, compro uma garrafa de cachaça, bebo a cachaça e dentro da garrafa coloco a mensagem e assim ele fez, e nada de chegar resposta, mas não deistiu e continuou o mesmo procedimento, passou-se um mês e nada de resposta,. Enfim, quando ele percebeu que não chegava resposta alguma, já era tarde demais, pois já tinha se tornado um alcoólatra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário